Gaudium news > Arcebispo de Santiago condena ataques sacrílegos contra igrejas no Chile

Arcebispo de Santiago condena ataques sacrílegos contra igrejas no Chile

Dom Celestino Aós convidou os fiéis católicos do país a realizar atos de desagravo em reparação contra esses ataques sacrílegos.

Chile – Santiago (20/10/2020 09:00, Gaudium Press) “A violência é ruim e quem semeia a violência colhe destruição, dor e morte. Jamais justifiquemos qualquer violência”, afirmou o Arcebispo de Santiago, Dom Celestino Aós, através de um comunicado publicado após os violentos ataques incendiários cometidos contra duas igrejas no centro da capital chilena neste último domingo, 18 de outubro.

Dois templos católicos atacados de forma violenta

O primeiro templo atacado foi a igreja São Francisco de Borja, utilizada regularmente pelo corpo policial de Carabineiros para cerimônias religiosas institucionais. Horas depois o alvo dos ataques foi a igreja da Assunção, uma das mais antigas da capital com mais de um século e meio de antiguidade.

Os vândalos também saquearam a igreja de São Francisco de Borja, chegando inclusive a queimar algumas de suas imagens na rua. Já a igreja da Assunção teve sua torre principal consumida pelas chamas.

Imagens impactantes dos ataques contra a Igreja Católica no Chile

Recordando as manifestações ocorridas há um ano no Chile, Dom Aós ressaltou que aqueles violentos atentados causaram “tanta dor pessoal, e tanta destruição material que pensávamos que tinha sido uma lição amarga e forte. Nos custou reconstruir as instalações, e exigiu dos mais pobres sacrifícios e desconfortos constantes; tornou a vida mais difícil para eles”.

O prelado destacou que os pobres são os mais afetados por esses atos de vandalismo. Ele afirmou também que não esperava que esse tipo de vandalismo sacrílego se repetisse. “Essas imagens não apenas impactam e machucam no Chile, mas também impactam e machucam em outros países e outros povos do mundo, especialmente irmãos cristãos”, lamentou.

“Não percam a Fé e nem a Esperança”, exorta Arcebispo de Santiago

Concluindo sua mensagem, Dom Aós manifestou sua solidariedade para com os fiéis da Paróquia da Assunção da Virgem Maria e da Paróquia dos Carabineiros, incentivando-os a não perderem a Fé e nem a Esperança, pois o amor é mais forte. Em seguida, convidou a comunidade católica do país a realizar atos de desagravo em reparação contra esses ataques sacrílegos. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas