Gaudium news > Arcebispo de Paris pede que Papa decida seu futuro

Arcebispo de Paris pede que Papa decida seu futuro

Após revelações comprometedoras, Mons. Michel Aupetit, Arcebispo de Paris, escreveu uma carta ao Papa Francisco pedindo que o Pontífice decida sobre o futuro da diocese de Paris

Redação (26/11/2021 21:35, Gaudium Press) O Arcebispo de Paris, Monsenhor Michel Aupetit, encaminhou uma carta ao Papa Francisco, na qual pede que o Pontífice decida sobre seu futuro e o futuro da diocese de Paris.

A carta aparece alguns dias após a revelação do jornal francês “Le Point” sobre uma “relação ambígua” entre o Arcebispo e uma mulher, em 2012. A informação procede de um e-mail que o Arcebispo mandou por engano e que deixaria claro sua relação com a mulher.

O Arcebispo reconhece um comportamento ambíguo

O Arcebispo nega qualquer envolvimento amoroso ou sexual, mas admitiu que seu comportamento para com a mulher poderia ter sido ambíguo e levantando suposições sobre uma relação mais íntima entre os dois.

A Arquidiocese de Paris explicou que a carta de “demissão” não é um reconhecimento de culpa, mas um ato de humildade, pois o Arcebispo reconhece que alguns católicos da diocese podem ter ficado chocados.

Contudo, Mons. Aupetit precisou para outro periódico que ele não utilizou a palavra demissão na carta. “Demissão equivaleria dizer que eu abando minha função. Na verdade, eu a entrego nas mãos do Santo Padre, porque foi ele que a entregou a mim. Eu fiz isso para preservar a diocese, pois, como bispo, eu devo estar ao serviço da unidade.”

O Arcebispo disse que explicou sua situação para o Cardeal Marc Ouellet e para o Núncio apostólico na França, o Arcebispo Celestino Migliore.

O Arcebispo nega que tenha pedido demissão

Segundo outro jornal francês, um e-mail teria sido enviado aos sacerdotes da diocese, explicando que a carta do Arcebispo ao Papa não se trata de um pedido de demissão, contrariamente ao que os jornais estão notificando.

Em todo o caso, apenas o Papa Francisco pode aceitar ou negar a demissão de Mons. Aupetit. A decisão pode levar algumas semanas.

Michel Aupetit, foi médico durante onze anos antes de abraçar o sacerdócio. Foi ordenado aos 44 anos, em 1995. Em 2013, foi nomeado bispo auxiliar da arquidiocese de Paris e em 2017 assumiu o cargo de arcebispo. (FM)

 

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas