Gaudium news > Arcebispo de Dublin critica limite de 50 fiéis por Missa

Arcebispo de Dublin critica limite de 50 fiéis por Missa

Dom Diarmuid Martin questionou a decisão do governo de autorizar a participação de apenas 50 pessoas nas Missas, enquanto as grandes lojas do varejo seguem repletas.

Irlanda – Dublin (22/06/2020 14:00, Gaudium Press) O Arcebispo de Dublin, Irlanda, Dom Diarmuid Martin, questionou a decisão do governo de autorizar a participação de no máximo 50 fiéis nas Missas, enquanto as grandes lojas do varejo seguem repletas de pessoas.

A manifestação do prelado surgiu após o primeiro-ministro do país, Taoiseach Leo Varadkar, anunciar que os templos poderiam ser reabertos a partir do dia 29 de junho, desde que o número de participantes não ultrapassasse 50 pessoas.

“As Missas serão limitadas a 50 pessoas em ambientes fechados e 200 pessoas em ambientes abertos até o dia 20 de julho. Se tudo correr bem, depois aumentaremos para 100 pessoas em ambientes fechados e 500 pessoas ao ar livre”, afirmou Varadkar na ocasião.

Templos com menos de 1% de sua capacidade

Dom Diarmuid Martin, alertou que algumas paróquias, ao seguir essa norma de limitação de pessoas, teriam menos de 1% de sua capacidade normal durante as Celebrações Eucarísticas. “Parece estranho que em uma Igreja com capacidade para 1.500 pessoas escrupulosamente preparada para cumprir com o distanciamento social e com indicações claras sobre movimento e interação de pessoas dentro do templo, apenas 50 pessoas possam estar presentes, enquanto todos nós vemos uma situação diferente em grandes lojas, que estão com aglomeração de pessoas”, destacou.

O Arcebispo pede que o governo do país adote uma abordagem “mais razoável e responsável” em relação às igrejas, onde muitas vezes há espaço suficiente para acolher mais de 50 pessoas mantendo o distanciamento social e outros conselhos de saúde pública projetados para impedir a propagação da Covid-19.

“Em alguns casos, não se trata apenas da limitação de 50 pessoas em uma grande igreja paroquial, mas isso efetivamente significa que apenas 50 pessoas poderão comparecer em uma paróquia com mais de 10 mil fiéis”, concluiu. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas