Gaudium news > Após três dias sequestrado, sacerdote camaronês é libertado

Após três dias sequestrado, sacerdote camaronês é libertado

A intenção inicial dos sequestradores era a de capturar o Bispo emérito de Manfe, Dom Francis Teke Lysinge.

Redação (02/09/2021 12:16, Gaudium Press) Após três dias no poder de sequestradores, o Vigário Geral da Diocese de Mamfe, Padre Julius Agbortoko, foi libertado sem ter sido necessário realizar qualquer tipo de pagamento de resgate.

Sacerdote foi sequestrado no domingo

A informação foi confirmada pelo chanceler da diocese camaronesa, Padre Sébastien Sinju. “Agradecemos ao Altíssimo que manteve o Padre Julius Agbortoko Agbor seguro durante sua prisão e o trouxe de volta para nós são e salvo”afirmou o Padre Sinju, que também agradeceu aos cristãos que estavam unidos em oração.

O Vigário Geral da Diocese de Mamfe, Padre Julius Agbortoko, foi sequestrado no último domingo, 29, ao retornar de Kokobuma, onde havia feito uma visita pastoral e participado da inauguração do presbitério paroquial.

Sequestradores exigiram 30 mil euros

Os sequestradores, que se identificaram como combatentes separatistas, invadiram o complexo do Seminário Maior e saíram levando o jovem Padre Agbortoko com eles. Para libertar o sacerdote eles exigiram o pagamento de 20 milhões de francos CFA, o equivalente a 30 mil euros.

A intenção inicial dos sequestradores era a de capturar o Bispo emérito de Manfe, Dom Francis Teke Lysinge. Entretanto, por conta da idade avançada do prelado, os separatistas optaram por sequestrar o Vigário Geral da Diocese. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas