Gaudium news > Anchieta, esperança de proteção contra a Covid-19

Anchieta, esperança de proteção contra a Covid-19

Quando saídas, soluções e proteções não chegam de lugar nenhum, é certo: elas vêm do Céu.

Quando saídas, soluções e proteções não chegam de lugar nenhum, é certo: elas vêm do Céu. 

Redação (09/06/2020 15:58, Gaudium Press) Neste ano de 2020, coincide com o dia de São José de Anchieta o momento de tristeza e apreensão pelo qual passa o país do qual ele foi Apóstolo.

De fato, o Brasil vive a pandemia do novo coronavírus e a covid-19 se espalha por todos os cantos da nação. E tudo parece incontrolável.

Não é fora de propósito, recordando a história do Santo, fazer uma pergunta:
Se José de Anchieta vivesse conosco esse período, o que faria ele?

O que faria José de Anchieta numa época de pandemia?

Nos 44 anos que dedicou na Evangelização da Terra de Santa Cruz existem registros que mostram que ele atentava também “dos cuidados físicos nas enfermidades, do interesse em conhecer a medicina indígena para curar as doenças e, sobretudo, da sua profunda oração e inabalável esperança na misericórdia e providência divina”.

Existem testemunhos recolhidos pelo Pe. Pero Rodrigues, SJ, segundo o qual, “quando se achava entre os índios, [José de Anchieta] cuidava deles em suas doenças. Nunca se negava para os servir no espiritual e temporal, ainda que houvesse de passar fome, frio e maus caminhos, e todas as mais incomodidades que a terra e o tempo ocasionavam”.

Na cidade que hoje se chama Anchieta, informa o site do Santuário Nacional de Anchieta: “neste mesmo lugar, São José de Anchieta fez as suas próprias orações, cuidou e sarou enfermos. Aqui, em particular, invocou a proteção materna de Maria contra as enfermidades”.

O mesmo site recorda que 1590, por ocasião da dedicação da Igreja de Nossa Senhora da Assunção, o santo escreveu e encenou o Auto da Assunção, uma peça teatral que conta a história da visita de Maria a aldeia.

Nesta obra, o santo colocou na voz do anjo a seguinte invocação em tupi:
“Mãe de Deus Virgem Maria, vem a aldeia visitar, dela o demônio expulsar. Oxalá com alegria progridamos em te amar. Afasta-lhe a enfermidade, a febre, a disenteria, as corrupções, a ansiedade, para que a comunidade creia em Deus, teu Filho e guia”.

O site do Santuário recorda: “na missão de Piratininga, atormentados de inúmeras enfermidades e epidemias”, recorriam ao santo que se colocou “entre a sala de aula e a enfermaria socorrendo muitos filhos e filhas” que o procuravam.

Do Céu, ele pode fazer por nós mais do que se aqui estivesse

Neste momento de peste incontrolável que assola a Terra de Santa Cruz, as soluções vindas deste mundo parecem cada vez mais difíceis.

E quando as soluções não chegam de lugar nenhum, elas vêm do Céu.

Do Céu São José de Anchieta é capaz de fazer por aqueles que são fruto de seu apostolado mais ainda do que faria se aqui estivesse entre nós.

Por isso, nada melhor do que recorrer àquele que fez tanto bem espiritual e temporal para as gentes brasílicas. Confiemos então ao Apóstolo do Brasil “a saúde do corpo e da alma do povo desta terra”.

Oração a São José de Anchieta em tempo de peste e pandemia

Trazemos aqui a oração a São José de Anchieta difundida pelo Santuário Nacional de Anchieta:

São José de Anchieta, Apóstolo do Brasil, a quem confiamos a saúde do corpo e da alma do povo desta terra.
Encontraste boa saúde nestes trópicos e recomendaste as terras do Brasil, vinde em nosso auxílio diante desta grande calamidade que nos assola.

Foste tu que se colocaste entre a sala de aula e a enfermaria socorrendo muitos filhos e filhas que te procuravam na missão de Piratininga, atormentados de inúmeras enfermidades e epidemias.

Foste tu que na carência total se fez médico e com as plantas desta terra encontrou veículo para novas medicinas.

Foste tu que movido pelo zelo do Evangelho tentou salvar a muitos por meio da Palavra e da Eucaristia, aumentai em nós a Fé, a Esperança e a Caridade, para que, movidos pelos mesmos sentimentos de Cristo, possamos servir os mais pobres e necessitados.

Como foste tudo para todos, fazei-nos colocar toda a nossa confiança nas mãos de Cristo Jesus. Para que, no nosso pôr do sol, brilhe vitoriosa a luz do Cristo.

Que a Virgem Maria rogue por nós em nossas agonias, dando-nos seu Filho Jesus como remédio para a nossa vida.

São José de Anchieta, rogai por nós.

Amém.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas

  • O acaso existe?

    A expressão “por acaso” é habitualmente utilizada, quando acontece algo inesperado e sem relação com Deus? Vejamos… Redação (03/07/2020...

    Mais
  • São Tomé: Incrédulo e nada mais?

    “Dídimo” passou para História por sua falta de fé na Ressurreição de Jesus. Mas é só isso que a Igreja tem a dizer sobre este Apóstolo, ...

    Mais