Gaudium news > África registra crescimento de perseguição aos cristãos

África registra crescimento de perseguição aos cristãos

Somente na Nigéria foram registrados mais de mil assassinatos de cristãos em 2019, aos quais se juntam vítimas em outros países.

Nigéria – Abuja (01/07/2020 16:00, Gaudium Press) Um relatório da Fundação Pontifícia Ajuda a Igreja que Sofre (AIS) reportou um aumento da perseguição aos cristãos na África, o continente exigiu um maior volume de ajuda durante 2019. Somente na Nigéria foram registrados mais de mil assassinatos de cristãos naquele ano, aos quais se juntam vítimas em outros países.

Perseguição na África, o grande desafio da Igreja

“Em um momento em que os ataques de grupos militantes islâmicos como Boko Haram e Al Shabab estão projetando uma sombra assustadora sobre a Igreja em países como Nigéria, Camarões, Chade, Quênia e Somália, é mais importante do que nunca ajudar nossos irmãos e irmãs que sofrem”, indicou Neville Kyrke-Smith, diretor nacional da AIS Reino Unido.

Ataques terroristas de Boko Haram

A Fundação Pontifícia recordou que os Bispos denunciaram graves ataques em Camarões por parte dos militantes de Boko Haram. “Meu local de nascimento, o povoado de Blablim, já não existe mais”, disse à AIS o Bispo de Yaouga, Dom Barthélemy Yaouda Hourgo. “Os terroristas assassinaram um jovem da minha família e devastaram totalmente a aldeia inteira”.

A mais recente vítima desta perseguição religiosa na Nigéria foi o seminarista Michael Nnadi, de 18 anos, que foi sequestrado junto com seus três companheiros no seminário maior do Bom Pastor de Kakau.

Recursos para evangelização

Como reação à grave situação vivida pelos fiéis perseguidos em 2019, mais de 50% da ajuda oferecida pela AIS foi destinada para a África. Os recursos foram destinados à formação de seminaristas, ao sustento de sacerdotes e atividades de evangelização como a impressão de livros que incluem Bíblias, catecismos e livros religiosos para crianças. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas