Gaudium news > A religiosa italiana que venceu o coronavírus aos 102 anos

A religiosa italiana que venceu o coronavírus aos 102 anos

Tornou-se comum agora celebrar missas pelos religiosos falecidos por causa do coronavírus. Mas a história da Irmã Constanza é um oásis no meio do deserto da dor.

Redação (21/08/2020 18:03, Gaudium Press) Ultimamente, tornou-se comum que, nos templos recentemente abertos aos fieis, sejam celebradas missas pelos mortos que durante o confinamento, devido à covid-19, não as tiveram.

Nessas missas são incluídas sobretudo as intenções dos religiosos idosos que faleceram em decorrência da pandemia. Que Deus os tenha em Sua glória ou os leve prontamente a ela.

Já em março, havia dezenas de religiosas contagiadas

No entanto, em meio à dor característica a esta crise, é reconfortante ouvir histórias como a da Irmã Constanza Midena, religiosa das Irmãs Passionistas de Signa, na província de Florença, em cujo convento foi registrado um dos primeiros surtos da covid-19 na Toscana.

Nessa casa, que é ao mesmo tempo a sede principal da ordem monástica e casa de repouso para as mais idosas, foram registradas 31 irmãs contagiadas no início de abril.

As religiosas, depois de uma vida dedicada à missão, encontravam seu refúgio antes do encontro com Deus no convento de Signa; mas, desta vez, tiveram que lidar com a peste com olhos da fé.

Após as primeiras 30, o número das contagiadas subiu para 50, depois para 70. O risco de vida entre elas era muito alto devido, em grande parte, à idade das contaminadas.

Entretanto, Irmã Constanza, uma das contaminadas e com a particularidade de ter 102 anos, nem mesmo foi hospitalizada e finalmente derrotou a pandemia, permanecendo sempre no convento.

Com grande alegria – anunciaram as Irmãs Passionistas – comemoramos os 102 anos da Ir. Constanza Midena, todos vividos na entrega a Deus, na oração e no serviço assíduo e incondicional aos irmãos e irmãs a ela confiados na missão.  A comunidade quis agradecer ao Senhor com uma celebração presidida pelo pároco Dom Vincenzo.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas