Gaudium news > A Basílica de Latrão: símbolo da fé

A Basílica de Latrão: símbolo da fé

Sede do Papa, herança preciosa e palco da expansão do catolicismo, a Basílica de Latrão tornou-se símbolo da fé católica.

Redação (09/11/2020 11:50, Gaudium Press) De alongadas naves, cujo vigamento está assentado sobre suas colunatas, completada por um vestíbulo e uma abside, na qual se situa seu altar, a Basílica de Latrão[1] está erigida sobre os alicerces do então chamado o “novo quartel”[2] dos soldados da cavalaria imperial de Sétimo Severo (193-211 d. C.), antigo local onde residia a elite do exército romano.

Quando, sob o comando do usurpador Maxêncio, a elite da cavalaria romana foi derrotada na batalha da Ponte Mílvia por Constantino, o legítimo imperador mandou que o quartel fosse completamente destruído por suas tropas.

No entanto, o terreno do referido quartel foi ofertado à chamada “gente laterana”, recém elevada à nobreza com a nomeação de Sêxtio Laterano, o cônsul.

Após a liberação do culto católico nos domínios romanos pelo Edito de Milão (313 d. C.), a mencionada área foi doada por Constantino ao Bispo de Roma, e nela edificadas novas dependências.

A partir de então, a Basílica de Latrão foi utilizada como principal sede papal.

Testemunha das perseguições sofridas pela Igreja no tempo das catacumbas e da liberdade de culto, franqueada por Constantino, a Basílica de Latrão tornou-se palco da história da Igreja, e uma de suas maiores heranças.

Tendo acompanhado a expansão do catolicismo por todo o orbe, relembrar a importância desta edificação cumpre ser dever e reconhecimento.

Assim, ainda hoje, ela pode ser considerada uma obra digna de nossa admiração e símbolo da fé, pois suas paredes confirmam a promessa do Salvador acerca da perenidade da Igreja Católica, Apostólica e Romana.

Por Renan Costa


[1] Archibasilica Sanctissimi Salvatoris et Sanctorum Iohannes Baptista et Evangelista in Laterano.

[2] Castra Nova equitum singularium.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas