Gaudium news > Sacerdote historiador publica livro sobre a realidade da inquisição espanhola

Sacerdote historiador publica livro sobre a realidade da inquisição espanhola

Espanha – Madri (Terça-feira, 18-02-2020, Gaudium Press) O Padre José Carlos Martín de la Hoz, sacerdote e historiador, publicou um novo livro que dá início à coleção “Sem Complexos” da editora Sekotia. O tema escolhido para o texto é a história da Inquisição Espanhola, frequentemente empregada para julgar a Igreja Católica. O texto se propõem a ser “o livro definitivo que explica as mentiras da Lenda Negra com a qual pretendem atacar os inimigos da Espanha e da Igreja”.

Sacerdote historiador publica livro sobre a realidade da inquisição espanhola.jpg

“A Inquisição é um dos trechos da história mais utilizados para culpar a Igreja e a Espanha do Século de Ouro sendo uma parte muito forte da Lenda Negra contra a Hispanidade”, indica a apresentação oficial do livro. “Inquisição sem complexos é o livro definitivo no qual são apresentados os principais ataques à religião e à história e se argumenta com sólidos raciocínios históricos longe de sentimentalismos anacrônicos que em nada beneficiam a história e a nossa cultura hispânica”.

O texto faz uso das mais complexas pesquisas atuais sobre a matéria, empregando a documentação disponível para propôr uma análise sólida e equilibrada em um tema que suscita muita paixão. As pesquisas detalham como a inquisição espanhola levou a cabo cerca de cem mil pessoas de 1530 a 1700. Contrário à crença popular, apenas 1,8 por cento de ditos processos acabaram em pena de morte.

O Padre José Carlos Martín de la Hoz, Doutor em Teologia pela Universidade de Navarra e Pesquisador do Instituto de História da Igreja dessa mesma universidade e coordenador do grupo de pesquisa “Confiança e fato religioso” que abordaram o tema da inquisição em diversas publicações especializadas. É autor de outros textos como Causas de Canonização e Milagres, Breve história das perseguições contra a Igreja, História da confiança na Igreja, entre outros. (EPC)

Deixe seu comentário

Noticias Relacionadas